Quaresma - Tempo de Perdoar

Quaresma - Tempo de Perdoar

“Sede misericordiosos como também vosso Pai é misericordioso” (Lc 6,36)

Perdoar é assemelhar-se a Deus.

Fomos todos criados à imagem e semelhança de Deus, e isso significa que trazemos em nós a dignidade do Divino Amor e este amor se expressa em nós em sua excelência e magnitude através do perdão.

Quando perdoamos, somos imitadores do próprio Deus, todo Misericórdia.

“Outrora éreis trevas, mas agora sois luz no Senhor: comportai-vos como verdadeiras luzes” (Ef 5,8). Somos luz no Senhor porque refletimos a Luz de Cristo que brilha em nós por causa do seu perdão expresso na cruz. Jesus trouxe ao mundo a verdadeira luz (sua própria presença), tirando-nos das trevas em que nos encontrávamos.
O pecado nos aprisiona em um mundo de trevas e aflições. Já o perdão nos liberta desse mundo e nos coloca diante de Deus. Pelo perdão conseguimos enxergar e experimentar verdadeiramente a vida em sua plenitude.

Perdoar é uma decisão.

“Então Pedro, aproximando-se dele, disse: Senhor, até quantas vezes pecará meu irmão contra mim, e eu lhe perdoarei? Até sete? Jesus lhe disse: Não te digo que até sete, mas, até setenta vezes sete” (Mt 18,21-22). Há pessoas que dizem que é difícil perdoar. No entanto, creio que esta afirmação surge porque muita gente não sabe ao certo o que é perdoar.

Neste ensinamento de Jesus aprendemos que devemos perdoar setenta vezes sete. Mas, então, o que é perdoar? Perdoar não é um sentimento. Perdoar não é esquecer tudo, ou melhor, não é ter uma amnésia!

Perdoar é uma decisão. O sentimento neste caso não deve ser um impedimento para o perdão, porque a decisão de perdoar, a partir do momento em que não queremos perder a comunhão com Deus, está no nosso coração e é necessária. Tomada a decisão de perdoar, Deus agirá em nós e o nosso sentimento de angústia, de incômodo ou de mágoa será curado. Perdoando somos curados do mal.

Quando optamos por não perdoar, podemos sofrer com as consequências, pois a falta de perdão nos traz doenças diversas e prejuízos. Muitas doenças estão relacionadas com a falta de perdão.

A seguir, listarei algumas passagens bíblicas relacionadas ao perdão.

A súplica e o perdão de Deus

• Ex 34,9
• II Cro 30,19
• Sl 24,11
• Sl 31,5
• Sl 64,3-4
• Sl 102,3
• Is 55,7
• Jer 5,1
• Jer 31,34
• Jer 33,8
• Miq 7,19
• Mt 6,12
• Mt 18,27
• Lc 7,47
• Lc 23,34
• At 3,19
• At 10,43
• Rm 4,7
• Col 2,13
• I Jo 1,9

Pecados sem perdão

• Mt 12,31
• Mt 18,35
• Mc 11,26
• Jo 20,23

A ordem de perdoar

• Eclo 28,2
• Mt 6,14
• Mt 18,32
• Mc 11,25
• Lc 6,37
• Lc 17,4
• Ef 4,32
• Col 3,13

Rancor, ira, cólera, negação do perdão

• Lev 19,17
• Lev 19,18
• Prov 10,12
• Prov 11,17
• Prov 12,28
• Prov 28,3
• Sl 36,7
• Eclo 28,3-5
• Ecle 7,9
• Mt 5,22
• Jo 2,9
• Jo 2,11
• Rm 2,5
• Ef 4,26-27
• Col 3,8
• II Tes 5,9
• I Tim 2,8
• Tg 1,20
• I Jo 3,15

Exortações à atitude cristã

• Eclo 28,6
• Lc 6,27
• Lc 6,31
• Lc 6,37
• Lc 6,38
• Rm 2,1
• I Cor 13,4-5
• Mt 5,43-45
• Mt 5,46-48

 


Imprimir   Email

Artigos relacionados

Perdoar sempre ou sofrer eternamente

Perdoar sempre ou sofrer eternamente

Três formas de enxergar o mundo

Três formas de enxergar o mundo